O ESCOLA SEM PARTIDO CONTRA O PAÍS QUE NÃO ESTÁ NO RETRATO

  • Fernanda Pereira de Moura UFF

Resumo

O presente artigo analisa as visões sobre o Ensino de História contidas em um blog indicado pelo Movimento Escola Sem Partido em sua página oficial, o blog “De olho no livro didático” e, em especial, no documento intitulado “Uma análise sobre a versão homologada da BNCC” veiculada nesta página no final de 2018. O documento tem como dois de seus principais elaboradores Orley José Silva e Damares Alves que após a chegada ao poder de Bolsonaro conseguiram alcançar cargos importantes dentro do aparelho do Estado. Orley se tornou Chefe da Assessoria Parlamentar do Gabinete do Ministro de Estado da Educação enquanto Damares se tornou Ministra da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos. Pretendemos com este artigo mostrar o caráter negacionista e revisionista da história a ser ensinada na escola segundo o movimento Escola Sem Partido bem como destacar como intelectuais deste movimento conquistaram importantes cargos no Bolsonarismo.


 

Publicado
Set 30, 2020
##submission.howToCite##
MOURA, Fernanda Pereira de. O ESCOLA SEM PARTIDO CONTRA O PAÍS QUE NÃO ESTÁ NO RETRATO. Entropia, [S.l.], v. 4, n. 8, p. 164-181, set. 2020. ISSN 2526-2793. Disponível em: <http://entropia.slg.br/index.php/entropia/article/view/182>. Acesso em: 24 nov. 2020.