LUTA SOCIAL E ECOLOGIA: UM ENSAIO SOBRE A EXPERIÊNCIA DOS LATINO-AMERICANOS

  • Emílio Romani Netto Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR
  • José Edmilson de Souza-Lima Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR
  • Dimas Floriani Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR

Resumo

 Pretendemos com este trabalho, em uma primeira parte, fazer uma incursão sobre os limites e possibilidades da abordagem pós-colonial na análise dos movimentos sociais a partir da exposição descritiva de duas experiências especialmente distintas de mobilização social. Em uma segunda parte, daremos foco ao conceito de experiência na análise dos movimentos sociais desde sua herança em Edward P. Thompson para uma análise crítica à luz dos aportes pós-coloniais. Compreendemos a partir deste texto, ser central a apreensão das lutas sociais latino-americanas indissociáveis à questão ecológica, pois assim se constroem as subjetividades, traduzindo as estruturas sociais segundo as experiências vividas em sua relação com o meio. Nosso trabalho reforça a contribuição dos autores pós-coloniais em “localizar” o aparato teórico-metodológico de investigação segundo as especificidades dos atores sociais, assim como, uma reflexão crítica do lugar de fala do investigador. Nos parece que estes elementos, se por um lado não encerram o paradigma latino-americano de apreensão dos movimentos sociais, por outro, são elementos imprescindíveis para captar as especificidades das lutas sociais na América Latina.

Publicado
Mar 24, 2021
##submission.howToCite##
NETTO, Emílio Romani; DE SOUZA-LIMA, José Edmilson; FLORIANI, Dimas. LUTA SOCIAL E ECOLOGIA: UM ENSAIO SOBRE A EXPERIÊNCIA DOS LATINO-AMERICANOS. Entropia, [S.l.], v. 5, n. 9, p. 56-76, mar. 2021. ISSN 2526-2793. Disponível em: <http://entropia.slg.br/index.php/entropia/article/view/200>. Acesso em: 13 abr. 2021.