DAS OCUPAÇÕES DE ESCOLAS AO GOVERNO BOLSONARO: DESAFIOS À EDUCAÇÃO PÚBLICA NO BRASIL CONTEMPORÂNEO

  • Graciella Fabrício da Silva universidade federal Fluminense (UFF)
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.52765/entropia.v5i10.218

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de fazer um balanço das ocupações estudantis ocorridas na rede estadual do Rio de Janeiro em 2016, a partir da perspectiva da luta de classes. Nesse sentido, compreendemos que o movimento de ocupação das escolas foi uma luta empreendida pelos estudantes secundaristas contra a precarização da educação púbica resultante das políticas neoliberais. Ao final, apontamos os desafios enfrentados pelo movimento estudantil com a ascensão do conservadorismo e as possíveis saídas para a transformação social.

Publicado
Jun 30, 2021
##submission.howToCite##
SILVA, Graciella Fabrício da. DAS OCUPAÇÕES DE ESCOLAS AO GOVERNO BOLSONARO: DESAFIOS À EDUCAÇÃO PÚBLICA NO BRASIL CONTEMPORÂNEO. Entropia, [S.l.], v. 5, n. 10, p. 98-123, jun. 2021. ISSN 2526-2793. Disponível em: <http://entropia.slg.br/index.php/entropia/article/view/218>. Acesso em: 17 set. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.52765/entropia.v5i10.218.