A CENTRALIZAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO NA INTERFACE ENTRE SOCIOLOGIA E ECONOMIA

  • Matheus Silveira Lima Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.52765/entropia.v5i10.231

Resumo

Dois conceitos relevantes da sociologia e da teoria econômica são mobilizados para entender o percurso e o papel do Estado no Brasil; enfatizando a genealogia de seu congênere em Portugal, que assume um lugar fundador e elementar. À análise sociológica se conecta ao tema da construção política patrimonialista e deste com o surgimento do capitalismo comercial,  resultando, depois, em um empecilho para a formação de uma democracia madura e de um Estado moderno. Por outro lado, em uma perspectiva econômica, a abordagem do tema do Estado enfatiza o seu papel como propulsor do desenvolvimento ao longo do século XX, até a década de 1980, quando perdem forças as estratégias de crescimento e modernização pelo viés desenvolvimentista, passando a orientar-se cada vez mais por uma economia de mercado.

Publicado
Jul 5, 2021
##submission.howToCite##
LIMA, Matheus Silveira. A CENTRALIZAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO NA INTERFACE ENTRE SOCIOLOGIA E ECONOMIA. Entropia, [S.l.], v. 5, n. 10, p. 237-253, jul. 2021. ISSN 2526-2793. Disponível em: <http://entropia.slg.br/index.php/entropia/article/view/231>. Acesso em: 17 set. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.52765/entropia.v5i10.231.