ANALISANDO A CONSTITUIÇÃO HISTÓRICA DO MOVIMENTO DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL: DE ONDE PARTIMOS?

  • Janini Paula da Silva Professora da Educação Básica. Analista em Gestão Educacional. Técnica de Normatização e Inspeção Escolar. Graduada em Pedagogia pela UFPE. Especialista em Recursos Humanos para Educação pela FAFIRE. Mestra em Educação Contemporânea pela UFPE/CAA
  • Kátia Silva Cunha Doutora em educação. Professora do Núcleo de Formação Docentes da UFPE/CAA

Resumo

O presente trabalho intenciona evidenciar o percurso histórico traçado pela Educação do Campo, entendendo-a como um movimento que vem se constituindo historicamente, a partir das práticas dos movimentos sociais e das lutas e organizações dos trabalhadores rurais. A Educação do Campo funda seus pilares nas concepções da Educação Popular, construindo relações entre teoria e prática pedagógica a partir de um forte vínculo entre educação e trabalho, compreendendo o valor dos educadores e dos movimentos sociais nos processos pedagógicos e no pensar a educação. O termo Educação do Campo não marca um surgimento, aparição ou mesmo uma simples troca de nomenclatura, mas sim uma construção histórica que a diferencia do entendimento de Educação rural por décadas ofertada pelo Estado. O movimento da Educação do Campo nasce no seio dos movimentos sociais do campo que lutam por reforma agrária, mas que também percebem a necessidade de agregar outras demandas a essa luta. E que apesar de ainda jovem, esse movimento sofre com avanços e retrocessos na legitimação e atendimento de suas principais demandas. Nossas análises estão fundamentas com base na Teoria do Discurso na perspectiva de Laclau e Mouffe, e a partir de um pensamento pós-estruturalista, entendemos a Educação do Campo como um possível significante vazio, uma vez que carrega em si alta concentração de significados, fazendo-se necessário esvaziar-se de tal forma, a agregar e atender as principais demandas dos diversos coletivos instituídos legalmente como povos que compõem a Educação do Campo, ocupando assim o lugar vazio do espaço social e dando origem a nova hegemonia.

Publicado
Jun 19, 2018
##submission.howToCite##
SILVA, Janini Paula da; CUNHA, Kátia Silva. ANALISANDO A CONSTITUIÇÃO HISTÓRICA DO MOVIMENTO DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL: DE ONDE PARTIMOS?. Entropia, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 86-103, jun. 2018. ISSN 2526-2793. Disponível em: <http://entropia.slg.br/index.php/entropia/article/view/75>. Acesso em: 15 nov. 2018.